Atendimento ao Cliente
71 3338.8555

NOTÍCIAS

Ano novo, vida nova: confira dicas para cuidar melhor do corpo em 2015

Saúde no Ano Novo

Atualizado em 14/01/2015

Dieta equilibrada, exercícios físicos e ingestão de água são essenciais

Emagrecer e cuidar da saúde é, provavelmente, uma das promessas mais frequentes durante o réveillon. É só chegar o verão que as academias ficam cada vez mais lotadas, mas não é para menos, já que a estação é a ideal para usar roupas mais leves e curtas, deixando o corpo em evidência.

Uma pesquisa, comandada pela empresa germânico-americana Nielsen Holding, apontou que os brasileiros são os mais insatisfeitos com o próprio corpo. 43% dos entrevistados se consideram acima do peso, 16% realmente estão acima do peso e 30% disseram estar insatisfeitos com o atual formato do corpo. A média do brasileiro está acima da mundial, que é de 35%.

Decidir melhorar a saúde e o condicionamento é importante, mas todo cuidado com as falsas promessas é pouco. Para que o corpo funcione corretamente, uma dieta equilibrada é fundamental. A partir do momento que determinados grupos de alimentos são excluídos, o metabolismo fica prejudicado, pois cada um possui uma função específica.

Cuidados necessários

É muito importante tomar bastante cuidado antes de iniciar qualquer dieta ou atividade física. Fazer um check up é essencial, pois proporciona uma segurança maior ao praticante e ao preparador físico.

A escolha por um profissional para acompanhar seu desenvolvimento é essencial. Os educadores físicos informam e controlam as atividades que estão sendo executadas, evitando as sobrecargas e possíveis lesões.

Para não desistir no meio do processo, a atividade física escolhida deve despertar a prática continuada. Exercícios executados durante longos intervalos de tempo não são saudáveis e fazem com que o praticante coloque a sua saúde em risco, além de ficar suscetível a algum problema físico devido a falta de preparo.

Dietas milaborantes

A indústria das dietas é uma das áreas da saúde mais rentáveis da atualidade. Muitas revistas, desesperadas por venda, estampam em suas capas, regimes que prometem verdadeiros milagres, mas não se engane: nem sempre o peso perdido é de gordura. De tempos em tempos, estes “milagres” conquistam celebridades, geralmente modelos ou atrizes famosas, e passam a ter grande visibilidade nos meios de comunicação.

A dieta Dukan, por exemplo, criada pelo médico francês Pierre Dukan, ganhou grande notoriedade nos últimos anos depois que celebridades internacionais, como Jennifer Lopex, Giselle Bundchen, Penelope Cruz e Kate Middleton, tornaram público que eram adeptas.

Mesmo rendendo milhões ao seu autor, a dieta Dukan também foi massacrada pelas críticas da sociedade médica e nutricional. A British Dietetic Association, inclusive, a classifica, desde 2005, entre as 5 piores “dietas dos famosos”. O auge dos ataques ocorreu em janeiro do ano passado, quando a Ordem dos Médicos Franceses cassou a licença do Dr. Pierre Dukan sob a alegação de quebra do código de ética.

Existem outras dietas que sugerem que a ingestão de alimentos sólidos deve ser trocada pela ingestão de líquidos. Nestes casos, como o consumo calórico não é suficiente e adequado para manter as funções normais do organismo, pode ocorrer o aparecimento de sintomas nada agradáveis como náuseas, tontura e fraqueza.

Efeito sanfona

Outra consequência das dietas da moda é o efeito sanfona que ocorre, geralmente, quando uma grande perda de peso é acompanhada por um grande ganho, em um pequeno intervalo de tempo. O motivo disto acontecer é pelo fato de a pessoa estar seguindo uma dieta muito restritiva e a ingestão calórica estar muito abaixo das necessidades do organismo. Ao voltar para o consumo normal de alimentos, acaba recuperando todo o peso perdido uma vez que o corpo entende que passou por um período de restrição muito severo e agora deve armazenar toda a energia consumida.

Remédios para emagrecer

Drogas para emagrecer funcionam em pessoas obesas, mas são milagrosas, segundo o Médico Endocrinologista Alfredo Halpern. Em alguns casos, o paciente pode precisar desses medicamentos ao longo da vida causando dependência.

De acordo com o presidente do Conselho Regional de Farmácia, Pedro Menegasso, os medicamentos auxiliam no emagrecimento porque diminuem o apetite e/ou aumentam a sensação de saciedade. Mas a indicação médica é sempre necessária, pois essas drogas se comportam de maneiras diferentes em cada organismo.

A Sibutramina, um das substâncias para emagrecimento mais famosas do mundo, inibe a recaptura da serotonina e aumenta a sensação de saciedade, mas pode ainda aumentar a pressão e os batimentos do coração. Por isso, pessoas com IMC menor de 30, com mais de 65 anos, crianças, adolescentes e com histórico de diabetes tipo 2, colesterol alto, doenças do coração ou transtornos psiquiátricos não podem chegar nem perto deste medicamento.

Solução

Pensando em rodas as consequências que essas dietas podem trazer para o nosso organismo, a melhor solução para quem quer manter um estilo de vida saudável e o corpo e dia é a prática regular de atividade física em parceria com uma reeducação alimentar.

É importante ressaltar que a redução de peso e de medidas deve ser um processo gradual, adequado ao cotidiano e adaptado para a pessoa em questão. Desta forma, antes de qualquer alteração no estilo de vida é bastante necessária a realização de uma avaliação global do estado de saúde e todo processo deve ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar de médicos, educadores físicos e nutricionistas.