Atendimento ao Cliente
71 3338.8555

DR. LEME RESPONDE

Por que uma boa noite de sono é tão importante?

Cada vez mais, o ritmo da vida moderna e o estresse têm interferido na quantidade e qualidade do sono. Essa redução do tempo de sono oferece males ao organismo, incluindo prejuízos cognitivos, aumento de irritabilidade e da liberação de cortisol e ACTH - hormônios relacionados ao estresse.

O sono é uma necessidade fisiológica que proporciona grande parte do equilíbrio físico e psíquico para lidar com as demandas do dia a dia. Ele restabelece as funções metabólicas e hormonais, além de ser imprescindível para uma boa imunidade.

Seja por sofrer de insônia ou simplesmente porque a rotina está exigindo mais tempo acordado, muita gente não consegue dormir o suficiente para descansar o corpo e a mente. Noites mal dormidas têm consequências imediatas já no dia seguinte: sonolência, baixa concentração, irritação, rendimento prejudicado no trabalho e estudos. Com o passar do tempo, os danos podem ser maiores e mais duradouros, como ganho de peso, alteração no humor, falta de libido e até doença cardíaca.

Estudos apontam que a privação do sono, mesmo que de apenas 45 a 60 minutos por período de uma semana, pode causar diversas alterações psíquicas e neurocognitivas significativas que nem sempre são percebidas.

A duração do sono é variável de pessoa para pessoa. Algumas pessoas se sentem bem dormindo somente cinco, seis horas, enquanto outras necessitam de oito horas ou mais de sono para se sentirem dispostas no dia seguinte.

Se a pessoa não dormiu durante a noite, o ideal é recuperar o sono em no máximo 24 horas e, mesmo assim, este não será 100% reparador. O sono não é acumulativo, portanto dormir muito nos finais de semana não minimiza os prejuízos causados pelas noites mal dormidas durante os dias de semana.

 

     Dicas para uma boa noite de sono:

 

  • Mantenha o ambiente silencioso, com pouca luminosidade e boa ventilação.
  • Escolha um colchão e travesseiros confortáveis.
  • Condicione-se a um horário regular para dormir.
  • Não leve para cama aparelhos eletrônicos, como televisão, computador e celular.
  • Evite comer, fazer atividade física e tomar bebidas alcoólicas pouco antes de deitar.

 

 

No caso de sofrer de insônia procure seu médico de confiança, para que ele avalie a necessidade de um especialista em medicina do sono. 

Fonte: Dra. Maria Betânia Senna