Atendimento ao Cliente
71 3338.8555

DR. LEME RESPONDE

O equilíbrio entre o corpo ideal e a saúde

O “corpo ideal” pode estar relacionado a vários significados, como um corpo harmônico, musculoso ou magro.

Todos querem ter um corpo legal e com saúde e isso pode ser conseguido através da prática de exercícios com acompanhamento de um profissional qualificado e do controle alimentar. Os grandes problemas são o excesso e a impaciência, ou seja, muitos querem chegar ao “corpo perfeito” muito rápido.

Cada pessoa tem um ritmo e uma velocidade para atingir o desenvolvimento físico do corpo. Existem limitações físicas, fisiológicas e genéticas. O que serve para uma pessoa não necessariamente servirá para outra.

Além disso, os meios de se alcançar ou de se manter a boa forma também variam: desde a adoção de medidas simples, como uma alimentação equilibrada e exercícios físicos regulares, até situações mais extremas, como dietas absurdas, realização de cirurgias e procedimentos estéticos sem critérios, ou mesmo comportamento bulímico (comer e logo depois vomitar). Tais atos extremos podem até permitir que a pessoa conquiste a tão almejada boa forma, mas muitas vezes causam prejuízos significativos. A busca incessante por um “corpo perfeito”, a qualquer custo, muitas vezes ultrapassa o limite do que é seguro.

É importante compreender que querer ter uma boa forma é louvável, quando se considera a saúde e a autoaceitação. Até porque nem sempre temos um biótipo que permita que determinadas características específicas sejam conquistadas, até mesmo por meio de cirurgias plásticas.

Quando se pensa primeiro na saúde e depois na estética, você acaba atingindo os dois objetivos: tem uma vida mais confortável e equilibrada e, em consequência, terá um corpo bonito.

Lembre-se: antes de fazer qualquer dieta ou exercício físico é preciso procurar um médico e realizar exames para saber se você está apto ou não para praticar a atividade e fazer a dieta escolhida. Além disso, para ter uma vida realmente saudável e emagrecer de vez é importante reeducar a alimentação e a mente, adquirindo novos hábitos que devem te acompanhar pela vida toda.

Fonte: Dra. Maria Betânia Senna